Colóquios em C&T da UFSC Joinville
  • Colóquio – 22/11/2018 – 15:15-16:15 – U101

    Publicado em 14/11/2018 às 14:13
     Palestrante: Prof. Diego Alexandre Duarte (UFSC)
    Sobre o Palestrante:   Possui doutorado e mestrado em física pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e graduação em física pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC/CCT). Atualmente é Professor Adjunto C1 da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC/Campus Joinville) e líder do grupo de pesquisa intitulado Tecnologia de Superfícies, Revestimentos e Nanoestruturas. Tem experiência no crescimento de filmes finos, por meio de técnicas assistas por plasma, e desenvolvimento de células solares de junção sólido/líquido. Atua exclusivamente nas seguintes áreas: modelagem numérica de materiais e processos, deposição de óxidos por sputtering e investigação de propriedades óticas e eletrônicas de filmes finos.

    Mais informações: http://lattes.cnpq.br/5418509402990754

    Título: A física dos jogos eletrônicos e a comparação com o mundo real
    Resumo: Os primeiros jogos eletrônicos foram desenvolvidos na década de 50 como parte de pesquisas realizadas por diversos cientistas da computação. No entanto, a tecnologia da época não permitiu a construção de jogos atraentes, limitando-se a consoles esteticamente complexos com jogos sem design gráfico e a falta de aplicação dos conceitos básicos da física. Com o avanço da tecnologia, os consoles adquiriram estruturas esteticamente mais chamativas e jogos compatíveis com a realidade, por meio da incorporação de gráficos sofisticados e conceitos da mecânica newtoniana e outras áreas da física. Estes e outros avanços fizeram dos jogos eletrônicos febre mundial entre crianças, jovens e adultos, tornando-se, inclusive, uma ferramenta para ensino de ciências. É com este objetivo que o presente trabalho investiga a física do jogos Super Mario World e Sonic The Hedgehog a partir das leis básicas da mecânica com auxílio do programa Tracker e confrontados com dados reais para analisar a afinidade dos jogos com a realidade. Este projeto, em desenvolvimento por dois estudantes do CTJ, foi apresentado no XII Encontro de Física do ITA, realizado em entre 2 e 6 de julho de 2018, em São José dos Campos (SP) e ganhou visibilidade mundial após as páginas MundoNintendo [1] e Manati Games [2] divulgarem o trabalho em suas páginas.


    Referências

    [2] http://www.manatigames.com/2018/06/21/super-mario-is-faster-than-usain-bolt-claims-physics-study-conducted-in-brazil/

    Data: 22/11 (quinta-feira)
    Local: Sala U-101
    Horário: 15:15-16:15

  • Publicado em 05/11/2018 às 17:35
     Palestrante: Prof. Orlei Júnior
    Sobre o Palestrante:  Profissional de educação física. Pós-graduado em cinesiologia. Especializado em escalada e montanhismo.  
    Título: Escalar para viver
    Resumo: Um bate papo sobre preparação técnica, física e psicológica para enfrentar desafios.

    Data: 06/11 (terça-feira)
    Local: Sala U-217A
    Horário: 15:30-16:30

     


  • Colóquio – 23/10/2018 – 15:30-16:30 – U216

    Publicado em 19/10/2018 às 14:12

     Palestrante: Prof. Hernandez Vivan Eichenberger
    Sobre o Palestrante:  Professor do instituto federal catarinense campus São Bento do Sul, doutor em filosofia pela UFPR

     

     

     

     

     

    Mais informações: http://lattes.cnpq.br/7824870756811066

     
    Título: Ciência e Mercado
    Resumo: O objetivo do presente colóquio é mostrar que a ciência moderna tem origem na afirmação do valor da autonomia da pesquisa científica e como esse ideal, devido à profundas mudanças institucionais no século XX, foi recusado em nome da pesquisa dirigida pelo mercado.

    Em linhas bastante gerais, mostrarei como a partir das formulações de Galileu a ciência se desvencilhou da religião e criou um âmbito próprio e legitimado de investigação – a principal formulação institucional nesse sentido foi o relatório Science, the endless frontier de Vannevar Bush. Todavia, mudanças sociais de larga escala redimensionaram o papel da ciência comprometendo significativamente a sua autonomia e vinculando-a decisivamente ao mercado, processo que ficou conhecido como “inovacionismo”. Por fim, iremos mostrar algumas tentativas de resistência a esse processo no interior da própria ciência e aludir a consequências disso em âmbito nacional.

    Data: 23/10 (terça-feira)
    Local: Sala U-216
    Horário: 15:30-16:30

     


  • Colóquio – 18/10/2018 – 15:15-16:15 – U101

    Publicado em 15/10/2018 às 13:05
     Palestrante: Prof. Luizildo Pitol Filho
    Sobre o Palestrante:  Possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal de Santa Catarina (1996), mestrado em Engenharia Química pela Universidade Federal de Santa Catarina (1999) e doutorado em Chemical and Process Engineering – Universitat Rovira i Virgili (2007). Tem experiência nas áreas de: – Engenharia Química, principalmente em processos de separaçao envolvendo membranas, adsorçao e fluidos supercrìticos, e em petróleo e craqueamento catalítico; – Engenharia dos Materiais, principalmente na produção de membranas e microcápsulas poliméricas, utilizando ou não micromixers; – e Engenharia Ambiental, sobretudo na gestao de recursos hídricos. – Fenômenos de Transporte, principalmente Mecânica dos Fluidos e Transferência de Calor. Como recém-doutor, foi pesquisador contratado pelo Departamento de Engenharia Mecânica da Universidade de Maribor, Eslovênia, de abril de 2008 a abril de 2009. Atualmente é professor colaborador da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI).

     

    Mais informações: http://lattes.cnpq.br/9098394611142005

    Título: Como ensinar / aprender engenharia com Realidade Virtual?
    Resumo: A Realidade Virtual (VR) já superou as barreiras da ficção e nos surpreende cada dia com suas aplicações. Há uma série de dispositivos que permitem isso e é natural que, quanto mais se assemelhe ao nosso mundo físico, mais convincente será o mundo virtual. Nesta palestra explicamos porque os equipamentos de VR e AR (realidade aumentada) são tão atraentes, mostramos os principais dispositivos existentes no mercado e damos uma prévia de como poderia ser o ensino em realidade virtual.

    Para dar um gostinho, deixo uns vídeos curtos do nosso canal do Youtube:
    Data: 18/10 (quinta-feira)
    Local: Sala U-101
    Horário: 15:15-16:15

  • Colóquio – 02/10/2018 – 15:10-16:30 – U216

    Publicado em 01/10/2018 às 12:08
     Palestrante: Maria Natália de Almeida

    Sobre o Palestrante:  Trabalhou 26 anos no Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, atuando como psicóloga Clínica na Ala Psiquiátrica, na OBESIMOR (ambulatório de obesidade mórbida), no Ambulatório Geral; e como chefe do Serviço de Ouvidoria.
    Concomitantemente, atendia e atende em consultório particular.

    Título: Suicídio Versus Valorização da Vida
    Resumo: A OMS, através de sua Assessoria de Imprensa, vem alertando alguns setores da sociedade em relação ao binômio Depressão versus Suicídio, entre a população em geral, inclusive os da chamada terceira/melhor idade. Porém, para os profissionais da área de saúde, professores e pais, vivemos um período de “atenção redobrada” em relação aos jovens.Ao mesmo tempo em que vivemos a Era da tecnologia, da comunicação veloz e outros incrementos; nunca se falou tanto de solidão, abandono e suas variantes.”
    Data: 02/10 (terça-feira)
    Local: Sala U-216
    Horário: 15:10-16:30

  • Colóquio – 27/09/2018 – 15:30-16:30 – U101

    Publicado em 25/09/2018 às 12:04
     Palestrante: Filipe Ramos do Amaral
    Sobre o Palestrante:  Técnico em Automação Industrial pela Escola Técnica Tupy (2005-2006). Bacharel em Engenharia Mecânica pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2007-2012), onde participou, por dois anos, de projeto IC em transferência de calor, na análise numérica dos efeitos do processo cíclico (fases de injeção, resfriamento e desmoldagem) sobre o campo térmico transiente no interior das paredes de um molde. Mestrado (2013-2015) e Doutorado (2015-atual) em Engenharia Mecânica, ênfase em Aeronaves/Aeronáutica, pela Universidade de São Paulo, Escola de Engenharia de São Carlos, onde participou do projeto Aeronave Silenciosa, com experimentos em túnel de vento em ruído de eslate (adequação de setup experimental, caracterização da fonte acústica e propostas para redução de ruído), e da construção, operacionalização e caracterização de um túnel de vento de baixa turbulência e ruído acústico.

    Mais informações: http://lattes.cnpq.br/8888791606775121

    Título: Experimentos aeroacústicos em túnel de vento de seção fechada
    Resumo: A pesquisa em aeroacústica vem crescendo exponencialmente nas últimas décadas e possui forte apelo, por exemplo, no desenvolvimento de aeronaves com menor emissão de ruído acústico visando principalmente o conforto das populações vizinhas aos grandes aeroportos. Os túneis de vento de pequeno e médio porte são ferramentas que possibilitam a realização de pesquisas em aeroacústica e aerodinâmica, por exemplo, de maneira confiável, eficaz e a um custo não tão proibitivo. Nesta apresentação serão abordados dois tópicos referentes a experimentos em túneis de vento conduzidos pelo Grupo de Aeroacústica, Transição e Turbulência (GATT), da Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo (USP-EESC). O primeiro tópico diz respeito à ensaios realizados no contexto, ou por consequência, do projeto Aeronave Silenciosa (uma parceria entre a Embraer e universidades), em ruído de eslate. Serão apresentadas as soluções adotadas para realizar experimentos aeroacústicos em um ambiente altamente reverberante de seção de testes fechada, bem como resultados de caracterização de ruído de eslate em uma série de configurações. O segundo tópico abordado versa sobre o projeto, construção e caracterização do escoamento de um túnel de vento de baixa turbulência, baixo ruído acústico e baixa velocidade (Ma < 0,2). Serão discutidas as soluções técnicas adotadas em cada seção do túnel de vento para atingir os objetivos propostos, bem como as dificuldades encontradas ao longo do projeto e construção das instalações. Resultados preliminares de caracterização do escoamento também serão exibidos.
    Data: 27/09 (quinta-feira)
    Local: Sala U-101
    Horário: 15:30-16:30

  • Colóquio – 20/09/2018 – 15:15-16:16 – U101

    Publicado em 11/09/2018 às 19:33
     Palestrante: Prof. Ernane Silva (UFSC)
    Sobre o Palestrante:  Possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina (2009), mestrado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina (2012) e doutorado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina (2016), tendo realizado parte de seu doutorado no Institut National des Sciences Appliquées de Toulouse (INSA de Toulouse), França. Tem experiência na área de Engenharia Mecânica, com ênfase em Mecânica dos Fluidos, Termodinâmica e Transferência de Calor, tendo atuado principalmente nas áreas de Microfluídica e Refrigeração. Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Santa Catarina – Campus Joinville.

     

    Mais informações: http://lattes.cnpq.br/7374082991031189

    Título: Microfluidica Gasosa e suas Aplicações
    Resumo: Atualmente sistemas microeletromecânicos (MEMS) são utilizados em uma série de aplicações, que vão desde a área médica até a aeroespacial. Muitos desses sistemas operam com gases e apresentam dimensões da ordem do caminho livre médio entre as moléculas. Sob tais condições as equações clássicas da mecânica dos fluidos não são válidas e descrições moleculares do escoamento são necessárias. Além disso, coeficientes de acomodação, que descrevem a interação entre gás e superfície, precisam ser determinados. Escoamentos com características similares também ocorrem em outras aplicações cotidianas, como discos rígidos e compressores de refrigeração. Este colóquio tem o objetivo de apresentar os conceitos básicos da microfluidica gasosa e explorar a sua relação com a dinâmica de gases rarefeitos, bem como discutir algumas de suas aplicações. Nesse contexto, serão apresentados resultados de pesquisas desenvolvidas na Universidade Federal de Santa Catarina e suas perspectivas.

    “There’s plenty of room at the bottom.” – Richard Feynman

    Data: 20/09 (quinta-feira)
    Local: Sala U-101
    Horário: 15:15-16:15

  • Colóquio – 23/08/2018 – 16:00-17:30 – U101

    Publicado em 14/08/2018 às 20:02
     Palestrante: Prof. Pedro Paulo Andrade Júnior
    Sobre o Palestrante: Doutorado em Engenharia de Produção e Graduação em Economia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Professor Adjunto da Universidade Federal de Santa Catarina atuando nos cursos de graduação em Engenharias e no Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Ciências Mecânicas. Orienta alunos de mestrados, graduação, iniciação científica e tecnológica, atuando nos últimos 5 (cinco) anos, principalmente, nas áreas de economia, custos e inovação.

     

    Mais informações: http://lattes.cnpq.br/2827450392556716

    Foto
    Título: Entendendo a economia na prática
    Resumo: Este colóquio, em sua abrangência teórica e prática visa motivar o entendimento da Economia a partir de situações práticas e, além disso, tenta desenvolver a capacidade de análise crítica por meio de diversos exemplos apresentados de maneira clara, simples e de forma bem didática.
    Foi desenvolvido um método de estudo pelo Professor Pedro Paulo Andrade Júnior intitulado “entendo a economia na prática”, partindo de uma situação teórica simples vamos, sucessivamente, agregando novos elementos, até formamos um panorama de toda Economia e entendermos o complexo mundo real.
    O objetivo principal do Colóquio e demostrar quais os instrumentos e políticas macroeconômicas utilizadas pelo governo para superar seus principias problemas econômicos. Neste sentido, serão abordados temas como: política monetária, política fiscal, política de renda, política cambial e comercial e sua influência no PIB, Inflação, desemprego, Produção, Preço, Investimento, Balança Comercial, Juros, entre outros.
    Participe do Colóquio contagie-se com a beleza da Economia!
    Data: 23/08 (quinta-feira)
    Local: Sala U-101
    Horário: 16:00-17:30

  • Colóquio – 21/06/2018 – 15:10-16:10 – U101

    Publicado em 19/06/2018 às 20:59
    Palestrante: Renato M. Steiner
    Sobre o Palestrante: 

    Bacharel em Física pela UFSC
    Mestre em Eng. Elétrica pela Unicamp
    Empreendedor na área de micro/mini-hidrelétricas
    Site: hidro.gd
    Título: Micro e Mini-Hidrelétricas em Geração Distribuída
    Resumo:

    – O que é geração distribuída

    – Das grandes UHEs às micro-hidrelétricas

    – Hidrelétricas – uma fonte sustentável?
    Data: 21/06 (quinta-feira)
    Local: Sala U-101
    Horário: 15:10-16:10

  • Colóquio – 07/06/2018 – 15:30-16:30 – Auditório

    Publicado em 05/06/2018 às 20:00
    Palestrante: Beatriz Costa e Juliano Luerders
    Sobre os Palestrantes: 

     

    Beatriz Ramos da Costa: Graduada em Historia pela Uerj (2005), Especialista em Geologia do Quaternário pela UFRJ/Museu Nacional (2007), Mestre em arqueologia pela UFRJ/Museu Nacional (2009), atualmente doutoranda em Arqueologia pela UFPEL. Desde 2010 arqueóloga efetiva do Museu Arqueologico de Sambaqui de Joinville. Lecionou no extinto curso de especialização em arqueologia na Univille.

     

    Juliano Lueders: Produtor e diretor audiovisual, possui graduação em Filmes & Video pela University of Arts London, pós-graduação em Cinema Documentário pela Fundação Getúlio Vargas. Iniciou sua carreira com o curta NYC@Wapping (sobre os eventos do 11 de setembro), em parceria com The Wapping Project e Magnum Photos. Realizou trabalhos para a Apple Computers, BBC, NFTS, ONU. Atualmente desenvolve projetos audiovisuais relacionados com educação, antropologia e sustentabilidade. Seus trabalhos já foram apresentados em festivais como DocsBArcelona, Festival de Edimburgo, Portobelo FF, Soho Rushes e Egito. Acredita no cinema como ferramenta de mudança social.

    Título: “A ENGENHARIA DOS POVOS ANCESTRAIS” Quem são os construtores que viveram há 5 mil anos na nossa região?
    Resumo: Animação, imagens observacionais e entrevistas são combinadas para criar uma narrativa didática sobre habitantes pré-históricos do sul do Brasil. As sociedades sambaquianas são uma população conhecida por criar grandes monumentos, usando materiais orgânicos e calcário por volta de 6.000 AC. (Brasil, 2018)

     

     

    Parceria: Este cinecolóquio é uma parceria entre os projetos de extensão “Colóquios em C&T da UFSC Joinville” e o projeto “Ampliando Repertórios”

    Data: 07/06 (quinta-feira)
    Local: Auditório
    Horário: 15:30-16:30